5 dicas simples para mais energia a cada dia

Você se sente flácido, cansado e cansado do estresse? Então você não está sozinho, mas existem truques simples para elevar o nível de energia na vida cotidiana.

Muitas pessoas lutam com o estresse cotidiano. Quando a American Psychological Association conduziu seu estudo anual de estresse , quase um quarto dos entrevistados relatou seus níveis de estresse como “extremos”. Trinta e cinco por cento disseram que o estresse aumentou no último ano, e 44% disseram que aumentaram nos últimos cinco anos.

1. Coma os alimentos certos.

Você come inteligente? Não é tão necessário obter uma dieta rica em energia, mas é importante comer variadamente:

⭐ Alimentos ricos em fibras

⭐ Muitos vegetais

⭐ Proteína, de frango e peixe.

⭐ Vitaminas e minerais.

Por exemplo, precisamos de minerais importantes como ferro, cromo, zinco, iodo e selênio como blocos de construção.

Uma dieta variada com abundância de frutos-do-mar, carne, ovos, leite e legumes irá fornecer muito disso.

As vitaminas têm diferentes níveis de armazenamento no corpo, mas uma dieta variada geralmente atende a necessidade. As melhores fontes são encontradas em frutos-do-mar, ovos, carne, leite e legumes.

Uma das fontes mais importantes de vitamina D é a luz do dia.

Não é tão necessário obter uma dieta rica em energia, mas é importante comer variadamente

Nutrientes produtores de energia encontrados em proteínas, carboidratos e gorduras são importantes, mas como esses nutrientes armazenam energia em excesso no corpo, e proteínas e carboidratos em gordura, é importante que a ingestão seja equilibrada com a quantidade de energia que usamos.


Nutrientes produtores de energia encontrados em proteínas, carboidratos e gorduras são importantes, mas como esses nutrientes armazenam energia em excesso no corpo, e proteínas e carboidratos em gordura, é importante que a ingestão seja equilibrada com a quantidade de energia que usamos.

Certifique-se de obter água suficiente. O corpo é composto de 65% de água e faz parte da maioria das funções do corpo.

Perdemos a água através do suor e da respiração, e é por isso que o corpo precisa constantemente de recargas. A sede também pode nos ajudar a nos sentir cansados ​​e sem energia.

Leia também:

💡 Os 10 legumes mais saudáveis:
💡Treinamento melhora os hábitos alimentares

2. Mover

A atividade física regular reduz o estresse, o que faz você se sentir melhor e mais relaxado e pode lidar com o estresse de uma maneira melhor.

Um grande número de pesquisadores demonstrou consistentemente que o exercício regular está associado a taxas mais baixas de depressão.

Existem vários mecanismos e fatores que se acredita estarem no trabalho, e mais pesquisas são necessárias para determinar exatamente por que e como o exercício ajuda com o humor.

Mas de acordo com uma revisão publicada em 2013 na revista Neuropsychobiology, o exercício está associado à liberação de neurotransmissores e proteínas chamados fatores neurotróficos, que fazem os nervos fazerem novas conexões, possivelmente melhorarão a função cerebral e possivelmente desempenharão um papel na redução dos sintomas depressivos.

A recomendação mínima é de 30 minutos de movimento por dia.

A recomendação mínima é de 30 minutos de movimento por dia. Sugestões são subir as escadas em vez do elevador, fazer trabalhos domésticos, andar de bicicleta para o trabalho ou algo assim.


Você também deve evitar ficar parado por mais de 30 a 45 minutos de cada vez, antes de pegar um café, levantar a mesa ou se movimentar.

Dica:

Você senta muito calmamente no trabalho? Postar uma curta caminhada para o almoço ou para o almoço. Ele irá fornecer tanto exercício diário e luz do dia para aqueles dentro!

Leia também:

💡Entra em super forma em 2 meses

3. Durma bem,

O sono é incrivelmente importante para o nosso nível de energia.

Os efeitos da privação do sono podem ter sérias consequências para a saúde de uma pessoa. A falta de sono pode causar ganho de peso, pressão alta, doenças cardíacas e alterações de humor.

Não dormir o suficiente pode até aumentar o risco de doenças como o câncer, de acordo com um artigo no Healthy and Natural World.

Um estudo de coorte envolvendo mais de 1000 adultos descobriu que o sono de curta duração está associado a um aumento do risco de ganho de peso.

Dormir 5 horas ou menos aumentou os níveis de grelina e diminuiu os hormônios da leptina, que estão ligados ao aumento das taxas de obesidade.

A privação do sono também é muitas vezes a causa de estresse, ansiedade, depressão e outros problemas de saúde mental. Por exemplo, a privação do sono enfraquece nosso sistema imunológico e nos torna mais vulnerável ​​a doenças. Quanto sono precisamos?

A privação do sono também é muitas vezes a causa de estresse, ansiedade, depressão e outros problemas de saúde mental. Por exemplo, a privação do sono enfraquece nosso sistema imunológico e nos torna mais vulneráveis ​​a doenças. Quanto sono precisamos?

Dicas:

  • Evite a luz azul de telas eletrônicas, como celular, tablet e TV. Ele, de fato, aciona um estímulo de alarme no cérebro e diz para esperar para se cansar.
  • Açúcar e cafeína no final da tarde farão você se refrescar – não está cansado. Também não é aconselhável comer mais do que duas a três horas antes de dormir. Também evite alimentos gordurosos, picantes e sorvete antes de colocar.
  • Lembre-se de que o exercício regular ajuda os hormônios que estimulam o bom sono

4. Risos

Em um estudo realizado em 2014 na Loma Linda University, no sul da Califórnia, 20 adultos normais e saudáveis ​​assistiram a um vídeo divertido sem distração por 20 minutos, enquanto um grupo de controle permaneceu em silêncio sem vídeo. Posteriormente, realizaram testes de memória e amostras de saliva foram analisadas quanto aos hormônios do estresse.

Aqueles que riram 20 minutos do vídeo divertido tiveram uma pontuação melhor nos testes de memória de curto prazo, disseram os pesquisadores.

E os níveis salivares do hormônio do estresse cortisol foram significativamente reduzidos no grupo de humor.

Um bom riso prolonga a vida, foi dito nos velhos tempos

Aqueles que riram 20 minutos do vídeo divertido tiveram uma pontuação melhor nos testes de memória de curto prazo, disseram os pesquisadores. E os níveis salivares do hormônio do estresse cortisol foram significativamente reduzidos no grupo de humor.

“A capacidade de aprendizagem e o atraso no recall tornam-se mais desafiadores à medida que envelhecemos”, disse o autor do estudo Dr. Gurinder S. Bains, Ph.D. candidato em ciência da reabilitação.

“Rir com amigos ou até assistir a 20 minutos de humor na TV, que faço diariamente, ajuda-me a lidar com meus estressores diários.”

Quanto menos estresse você tiver, dizem os cientistas, melhor será a sua memória.

Funciona assim: o humor reduz os hormônios do estresse, reduz a pressão arterial e aumenta o humor, de acordo com o Dr. Lee Berk, co-autor do estudo e professor associado da Allied Heath.

Dica:

Ouça um podcast bem-humorado enquanto realiza tarefas chatas em casa ou a caminho de casa, ou do trabalho. Se você desatou a rir no ônibus, você deve ver que os outros seguem!

5. Meditação

A redução do estresse é uma das razões mais comuns pelas quais as pessoas tentam meditar.

Um estudo de 2014 da Universidade de Baltimore, incluindo mais de 3.500 adultos, mostrou que a meditação faz jus à sua reputação de redução do estresse.

Meditação reduz estresse

Um estudo de 2014 da Universidade de Baltimore, incluindo mais de 3.500 adultos, mostrou que a meditação faz jus à sua reputação de redução do estresse.

Normalmente, o estresse mental e físico provoca aumento dos níveis do hormônio do estresse cortisol. Isso produz muitos dos efeitos deletérios do estresse, como a liberação de substâncias químicas inflamatórias chamadas citocinas.

Estes efeitos podem perturbar o sono, promover depressão e ansiedade, aumentar a pressão arterial e contribuir para a fadiga e o pensamento enublado.

Em outro estudo de oito semanas publicadas no ScienceDirect, um estilo de meditação chamado “meditação mindfulness” reduziu a resposta inflamatória causada pelo estresse.

Outro estudo de quase 1.300 adultos demonstrou que a meditação pode reduzir o estresse. Em particular, esse efeito foi mais forte em indivíduos com os níveis mais altos de estresse.

A pesquisa mostrou que a meditação também pode melhorar os sintomas de condições relacionadas ao estresse, incluindo a síndrome do intestino irritável, transtorno de estresse pós-traumático e fibromialgia.

Portanto, faça uma pausa de 5 ou 15 minutos durante o dia, para se acalmar, meditar e depois continuar com vigor renovado.

Você quer ler mais tais assuntos?

💡 Inscreva-se para receber nosso boletim informativo semanal sobre os últimos e mais interessantes sobre corpo, saúde e exercícios.

Boa saúde!

© TreinamentoAtivo 2019 — Todos os Direitos Reservados.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.