Correr

Seis dicas para melhorar a técnica de corrida

Uma boa técnica de corrida leva a:

  • Menos danos
  • Menos fratura
  • Maior velocidade
  • Funcionamento mais eficiente
  • Ajustes finos das técnicas

Além de trabalhar especificamente nos desafios e fraquezas das técnicas que você possui, você pode fazer vários pequenos ajustes para executar com mais eficiência.

Correndo muito

Quanto mais você corre, melhor será. Você pode aperfeiçoar um padrão de movimento específico praticando-o – é por isso que os tenistas praticam milhares de jogadas avançadas. Quanto mais quilômetros você percorrer, mais conscientemente e eficientemente você percorrerá.

Corrida variada

Se você correr apenas em um determinado ritmo, o corpo e todo o padrão de movimento ficarão presos nesse ritmo. Certifique-se de variar a velocidade durante a semana e faça viagens curtas e rápidas e muito repouso. Também irá aumentar a resistência e imunidade.

Correndo em terrenos diversos

Correr em terrenos acidentados com raízes, inclinações e lama faz maravilhas pelo estilo de corrida. A superfície desafiadora fará com que você tensione automaticamente os músculos do core, correr em passos mais curtos e manter o pé no chão por apenas um momento. Force-se a correr em alta velocidade pelas partes mais desafiadoras. Afiará ainda mais a técnica.

Treino de força

Um estilo de corrida ruim é frequentemente associado a músculos fracos no abdômen, costas, quadris e coxas. Você pode fortalecê-los com bons exercícios de corpo inteiro, como prancha, prancha lateral, abdominais, agachamento e levantamento de solo. Você também pode fortalecer sua parte superior do corpo com exercícios como flexões. Se possível, faça exercícios de força 2 a 3 vezes por semana após uma corrida.

 

Ao exercitar intervalos e sprints, você costuma correr mais eficientemente do que em uma corrida de lazer: contraia bem o abdômen, incline-se para a frente, mantenha os braços flexionados no ângulo de 90 graus nas laterais do corpo e, sem sair do lugar, dê passos rápidos pousando no ante pé. Você não precisa se exercitar com tanta frequência, mas 4-6 sprints de 20 a 30 segundos, 1-2 vezes por semana, em conjunto com ou após uma corrida mais longa, são bons.

Consciência corporal

  • Você relaxa suas mãos e ombros? Amarre suas mãos com força e depois relaxe. Isso alivia qualquer tensão.
  • Os ombros estão baixos? Eleve-os até os ouvidos e relaxe. Ele também alivia micro tensões que você não perceberia.
  • Observe como usar os braços durante a corrida: seus braços estão flexionados no ângulo de 90 graus nas laterais do corpo enquanto você corre?
  • Você corre com uma postura reta e empurra a pélvis levemente para a frente?
  • Você está estável nos músculos do core? Aperte o abdômen e as costas levemente para que os quadris se movam de forma estável e correta.
  • Pense nas etapas: elas são longas e você pousa com os joelhos levemente dobrados?
  • Você pousa aproximadamente no meio do pé e sente que o pé está curto no chão?
  • Você respira calma, profunda e ritmicamente, pelo nariz e pela boca?

© TreinamentoAtivo 2020 – Todos os Direitos Reservados.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.